20 de jul de 2015

Resenha: Que Falta Você Me Faz

Que Falta Você Me Faz
Autor: Harlan Coben
Editora: Arqueiro
Ano: 2015
Número de páginas: 368
Gênero: Romance Policial
Onde comprar: Americanas | Submarino | Saraiva

Harlan Coben é um premiado escritor de romances policiais, sua popularidade me instigou a conhecer sua escrita. O gênero policial não é um dos meus favoritos desde minha pré-adolescência, claro que na época lia livros destinados ao público infantojuvenil. Que falta você me faz foi o livro escolhido, um dos lançamentos de maio da editora Arqueiro.

Nessa história acompanhamos a detetive Kat Donovan que está envolvida em duas investigações importantes. A primeira é sobre a morte de seu pai, ele foi assassinado à dezoito anos atrás, mas ao conversar com o assassino que foi condenado e está em estado terminal, ela recebe a confissão de que o homem não cometeu o crime.  O segundo caso surge após ela ser procurada por Brandon, um jovem que insisti que sua mãe está desaparecida e que Jeff, ex-noivo de Kat possa estar envolvido.

Jeff rompeu com Kat na época do assassinato de seu pai, uma ferida que continua aberta depois de quase vinte anos. Kat nunca mais teve contato com ele, até sua amiga Stacy lhe inscrever no site de relacionamentos Você Faz Meu Tipo. Ao procurar por  perfis de possíveis pretendentes, Kat encontra Jeff, mas ao tentar contato a recepção é fria. E é nesse mesmo site que Dana Phelps, mãe de Brandon, conheceu Jeff, que se apresentou como Jack. Quando o casal saí em viagem, Brandon desconfia que a mãe possa estar em perigo e procura Kat após hackear o site e descobrir que ela também havia trocado algumas mensagens recentemente com Jack/Jeff.

O  livro é muito atual, o programa Catfish da MTV chega a ser mencionado durante um diálogo, o que o torna muito próximo da nossa realidade e nos faz refletir sobre os perigos do mundo virtual. A leitura flui naturalmente, são muitas revelações e acontecimentos que vão surgindo paralelamente. A violência presente me deixou um tanto desconfortável durante a leitura, ainda consigo me chocar com a perversidade do ser humano, mesmo que seja na ficção.

A forma como Coben conduz o leitor é instigante,  você se vê envolvido na trama, tentando descobrir como tudo irá se encaixar no final. Ainda não consigo incluir o gênero como um dos meus favoritos, mas o autor realmente faz jus à fama. Estou curiosa como ficará a adaptação para o cinema.

Minha Classificação:

Um comentário:

  1. Esse livro se torna interessante por justamente englobar um tema contemporâneo como o uso das redes sociais que usados por pessoas erradas pode se tornar um perigo a vítimas em potencial.

    ResponderExcluir

Deixe seu comentário!

Copyright © 2015 | Design e Código: Sanyt Design | Tema: Viagem - Blogger | Uso pessoal • voltar ao topo