31 de dez de 2015

Resenha: Perdido em Marte

Perdido em Marte
Autor: Andy Weir
Ano: 2015
Número de páginas: 336
Gênero: Ficção Científica
Editora: Arqueiro
Onde comprar: Americanas | Submarino | Saraiva | Fnac | Shoptime | Livraria da Travessa | Livraria da Folha | Livraria Cultura


Após um terrível acidente durante a missão Ares 3, o astronauta Mark Watney é deixado para trás pela tripulação, que sem saber abandona o colega ainda vivo em Marte. Totalmente sozinho e sem comunicação com a Terra, ele terá que usar todos os seus conhecimentos de engenharia e botânica para encontrar uma forma de se manter vivo até um possível resgate.

A maior parte do livro é composta pelo diário de bordo de Mark, que registra em primeira pessoa tudo o que está acontecendo com ele e seus planos de sobrevivência. Em determinados momentos, a narração é feita em terceira pessoa para acompanharmos o ponto de vista da tripulação que está na nave Hermes à caminho da Terra e também da equipe da Nasa. Em momentos críticos a situação de Mark é narrada em terceira pessoa para deixar o leitor aflito com o destino do protagonista. E são muitos momentos de tensão!

Amei o senso de humor de Mark, mesmo em uma situação desesperadora, ele mantém o bom humor e não desiste nunca. Algo que torna Perdido em Marte um livro motivador, pois passa muito bem a mensagem de que a pior coisa que pode acontecer com uma pessoa é desistir de si mesma. E é impossível escrever sobre o livro sem lembrar das batatas, o único alimento capaz de oferecer as calorias necessárias para que Mark não morra de fome, a missão quase impossível de cultivar batatas em grande quantidade em Marte é um dos pontos mais marcantes.

Apesar de ser uma ficção, o embasamento científico é muito real, e você se envolve de uma forma tão intensa com o que está sendo descrito, que é difícil imaginar o que de fato o autor inventou e o que ele usou da realidade. Fazia muito tempo que não lia um livro de ficção científica e acertei em cheio escolhendo Perdido em Marte, já havia lido muitos comentários excelentes à respeito dessa história e o fato de ter sido adaptado para o cinema me instigou ainda mais à lê-lo. Esta é a primeira obra publicada do autor Andy Weir, que realmente se destaca por sua originalidade e qualidade de escrita.

Minha Classificação:

Um comentário:

Deixe seu comentário!

Copyright © 2015 | Design e Código: Sanyt Design | Tema: Viagem - Blogger | Uso pessoal • voltar ao topo